Talvez você não acredite em seu sonho, confira o por que com 4 perguntas

Qual é o seu maior sonho?

Sempre que um coachee inicia um processo de coaching comigo, gosto de perguntar a mesma frase ali de cima: qual seu maior sonho?

Alguns trazem diversos sonhos que querem realizar ao longo da vida e outros não conseguem responder. Ou também dizem que já sonharam muito e estavam exaustos de sonhar e não conseguir realizar.

E durante algumas conversas ou durante a sessão de boas vindas surgem perguntas:

1- Mas se esse é o seu sonho, o que te impede de realizá-lo?

E nesse momento a lista de impeditivos se torna muito maior que o sonho a ser realizado.

Sonhar apenas não é o bastante, é preciso tomar ações! Apenas sonhar que você já pode passar férias em Nova Iorque não irá te fazer feliz. Mas planejar e alcançar esse resultado, sem duvida irá.

Não precisa ser aquele plano super detalhado, aquela planilha de custos gigante que já desanima só em pensar.

Apenas comece com um objetivo e dê um primeiro passo.


2- Mas isso é realmente um impeditivo ou seria uma desculpa?

“Mas eu não tenho dinheiro”

“Estou sem tempo”

“Talvez isso não seja pra mim”

“Ah, mas é bem complicado”

Será mesmo?

É obvio que nem tudo é simples e acontece num estalar de dedos. É preciso se empenhar, tem que fazer sentido e ter um propósito.

A cada vez que você der um passo em direção do seu sonho alcançará resultados (não digo se são bons ou não tão bons), mas você aprenderá algo e se tornará mais forte e terá mais conhecimento.

De acordo com Shirzad Chamine, autor do livro Inteligencia Positiva:

“Sua mente é sua melhor amiga. Mas também é sua pior inimiga. Sem que você perceba completamente, “sabotadores” não detectados na sua mente provocam a maior parte dos empecilhos na sua vida”.

Quais são os pensamentos que te impedem de realizar esse sonho?

3- Será que essa grama do vizinho é mesmo tão verde?

Parece clichê, mas é muito mais sério do que você pensa: Não faça comparações!

Toda pessoa é única e está em processo de aprendizado e crescimento, não existe certo ou errado, feito ou mal feito…exite apenas uma decisão tomada com base no conhecimento e experiência que possui, e o melhor de tudo isso é: e está tudo bem.

Quando se olha para pessoas de sucesso, ninguém vê o quanto aquela pessoa trabalha para conquistar o que deseja, quantas horas não dormidas para se chegar onde quer, quantos “não” escutou até chegar ao sim, quantas vezes teve que replanejar e recomeçar.

O quão conectado você está com o seu sonho?

4- Esse sonho é realmente importante pra você?

Se a resposta não for um grande e entusiasmado SIM, a tendência é que você comece a se desanimar com suas tarefas em direção ao seus sonhos.

Se existe a possibilidade de “passar por cima” desse sonho e seguir para um plano B, então a energia e motivação não serão um alimento para esse sonho e ele perde a validade.

E se você não der valor a esse sonho, um dia ele deixará de ser importante e morre. Por isso a importância de saber se esse sonho é realmente valioso para você.

Talvez em alguns momentos surjam dúvidas, medos, dificuldades mas o mais importante (serei repetitiva com essa palavra hoje) é se lembrar motivo desse sonho ser tão significativo a você.

Nesse momento procure não projetar resultados inconclusivos para a sua ação, pois você somente saberá o resultado se finalizar a sua tarefa. Não tente assumir que o resultado de outras pessoas serão os mesmos que os seus.


Seja você a inspiração para a pessoa próxima de você, não desista de seus sonhos. Lute diariamente por ele.

Por fim, quero deixar aqui uma frase de inspiração de Swami Vivekananda, pensador hindu:

“Escolha uma ideia. Faça dessa ideia a sua vida. Pense nela, sonhe com ela, viva pensando nela. Deixe cérebro, músculos, nervos, todas as partes do seu corpo serem preenchidas com essa ideia. Esse é o caminho para o sucesso”.

Um beijo!

Até mais 🙂