Nathalia Reis

Olá! Eu sou Nathália Reis, Coach especialista em Psicologia Positiva, a ciência sobre o que dá certo com o ser humano e sua personalidade.

Ajudo pessoas a encontrar equilíbrio entre vida profissional e pessoal, que estão cansados de ficarem perdidos ou seguindo o mesmo padrão de vida sem terem resultados diferentes.

Sem que elas fiquem frustradas com “receita de como viver e ser feliz do passado” e possam viver a sua própria definição de felicidade.

Acho isso incrível! Pois de alguma forma você chegou até aqui, talvez lendo algum dos textos no blog ou alguma postagem na rede social, sobre como chegar aos resultados que deseja em sua vida, ou talvez sobre como se tornar um líder que inspira pessoas e deve ter se perguntado quem eu sou e quais são as minhas qualificações profissionais, certo?

Bom, aqui vai a minha resposta: Não tenho milhões de seguidores nas redes sociais, não sou famosa, não sou cheia da grana, nem fui a profissional disputadíssima no mercado corporativo, mas uma coisa é certa: eu sou uma pessoa que desde cedo teve curiosidade pela vida e sempre olhou pro futuro!

Sou pisciana, brasileira, natural de São Paulo nascida em 1986. Apaixonada por viagens, dança, cinema, séries, teatro, animais, natureza, aventuras, praias, comida, leituras...a lista cresce sempre. Amo a simplicidade das coisas, posso dizer que fiz e conquistei muito ao longo de minha vida, mas deixei muitas coisas para trás também, errei, perdi oportunidades, chorei, sofri, sorri e com isso aprendi muito.

Minha formação original é na área de Tecnologia, atuando na área de Negócios e Gerenciamento de Projetos durante 12 anos, nos mais variados segmentos e instituições do mercado corporativo.

Em 2016 quando algo mudou, encontrei no Coaching a paixão pelo desenvolvimento humano e desde então cursei um MBA Executivo em Coaching pela Universidade Cândido Mendes, além de concluir as formações Personal and Professional Coach e Extreme Positive Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching ®.

Hoje, depois de uma grande mudança em minha vida, posso dizer que finalmente vivo a minha definição de felicidade.

Bom antes de falar mais sobre minha experiências, me disseram que a vida se resumia a: nascer, crescer, se formar, casar, ter filhos, trabalhar muito pra ter alguma coisa, envelhecer e morrer.

“CREDO!”, eu pensava. Só isso mesmo?

Hoje eu sei que existe muito, mas muito mais pra se viver e que cada um escolhe o caminho que acha melhor pra si.


Mas nem sempre foi assim, então vamos por partes...

Posso dizer que comecei a trabalhar em algo que me fizesse sentido somente depois dos meus 30 anos. Até então vivia frustrada por não fazer algo que me trouxesse satisfação de verdade. Eram picos de alegria e empolgação, seguidos de "O que estou fazendo da minha vida?!". A montanha russa era tenebrosa!

. Minha infância: como eu comentei, eu sempre fui uma pessoa curiosa e eu simplesmente adorava o fato de poder me comunicar em outras línguas. Aprendi a ler com 5 para 6 anos de idade e isso me fez entender um pouco sobre visões de mundo e despertou meu amor ao aprendizado.

. Minha adolescência: mudei de cidade e estado! Saí de uma cidade gigantesca que é São Paulo, para morar numa cidade do interior do Ceará. Essa foi minha primeira grande mudança de vida e meu primeiro grande ensinamento foi que sem planejamento e critério, a chance de dar ruim é de quase 97,9%. Mudar de cidade, cultura, de padrão de vida, deixar amigos, escola e mais um montão de coisa não é fácil. Com 15 anos eu tomei a decisão que queria fazer um intercâmbio, queria explorar o mundo e colocar em prática aquele amor pelas línguas estrangeiras da minha infância.

. Quando decidi por uma profissão: por volta dos meus 17 anos, me fizeram a seguinte pergunta: o que você quer ser quando crecer? Uouu, como essa pergunta é simples e difícil ao mesmo tempo, não é mesmo? Nessa época ainda não tinha inspirações que ajudassem na escolha. Voltei para São Paulo para fazer cursinho pré-vestibular, fiz alguns testes vocacionais, mas acabei caindo no “a família decidiu minha profissão”. Fiz Sistemas de Informação, e todos os anos eu só queria que a faculdade acabasse logo. Honestamente, não me sentia feliz estudando sobre aquilo, mas senti a pressão do "eu tinha que ter uma profissão".

. Quando me senti feliz com minha escolha profissional: A faculdade me trouxe algo bom e me trouxe a experiência de trabalhar com produtos digitais e internet ao longo de 12 anos de profissão. Logo quando me formei, decidi que queria ter mais experiências de vida e então aprendi a dança de salão que se tornou uma grande paixão em minha vida. Fiz minha primeira viagem solo e eu descobri como viajar nos transforma por dentro e por fora. Foi bem nessa época que uma frase e um texto sobre viagens me chamou atenção:

​"The world is a book,those who do not travel read only one page". Saint Augustine

Traduzindo: “O mundo é um livro, aqueles que não viajam leem apenas uma página”.

Mais uma vez aprendi que as pessoas são feitas de memórias e toda vez que eu volto de uma viagem me sinto mais viva e nada me deixa mais feliz que compartilhar as dores e delícias de descobrir ou revisitar um pedacinho no mundo.

E lá fui eu, realizar meus sonhos!

Nathalia
Em Zurich, Suiça - 2016

Toda grande mudança precisa de apoio e planejamento... e é assim que eu quero te ajudar.

Você não precisa viver a mesma configuração de vida pra sempre!​

Veja abaixo como eu quero e posso ajudar você a fazer a mudança que deseja:

Sente que falta algo e nem sabe o que?

Não sabe como potencializar sua carreira?

Se você sente que o que viveu até aqui foi bom ou que sua vida precisa sair da fase de estagnação, chega o momento de viver outras experiências. Quero te ajudar no seu recomeço para alcançar seu verdadeiro potencial. Se você quer levar sua carreira para o próximo nível, aprendendo técnicas e ferramentas que promovem sua autoliderança ou de seus liderados. Chegou o seu momento e eu quero te ajudar.

 DESCUBRA ABAIXO COMO VOCÊ DEFINE A SUA FELICIDADE:

. Conhecendo quem você é de verdade, sua verdadeira personalidade​

. Derrubando aquelas crenças que te impedem de ir mais longe e sonhar mais

. Planejando a mudança que você quer pra sua vida, pra viver do seu jeito

. Sentindo que tem controle sobre as suas escolhas e ações

. Vivendo aquelas metas que um dia ficaram apenas no papel

. Vivendo experiências significativas e não mais seguindo o que te dissseram que seria o certo

. Inspirando pessoas por quem você é e fazDescobrindo que existe um mundo em você

. Aprendendo técnicas e ferramentas para aumentar o seu desempenho individual

. Planejando e gerenciando o seu tempo para ter mais liberdade

. Potencializando a sua autoconfiança e autoestima pra chegar onde você quer

. Desenvolvendo suas habilidades e competencias naturais, sem precisar se encaixar num padrão


Meu processo de mudança. Eu também estive lá!

. Quando percebi que não queria fazer a mesma coisa a vida toda: Tinha tudo planejado para fazer meu sonhado intercâmbio quando a empresa que trabalhava em 2014 fez um corte de funcionários e lá estava eu nessa turma. Não tive coragem suficiente para mudar e seguir rumo a uma vida mais feliz pessoal e profissionalmente.

. Quando decidi mudar: Depois desse processo de introspecção, resolvi priorizar as coisas importantes e que tinham sido deixadas para trás por acreditar na receita pronta para felicidade. Fiz meu intercâmbio, retomei as aulas de dança, busquei uma especialização para minha carreira (e mudei no meio do caminho), conheci o Coaching e foi praticamente um amor ao primeiro contato. Planejei minha mudança de carreira e achei que daria conta de viver minha missão de vida e ainda continuar com a minha carreira em tecnologia. O que haveria de ruim trabalhar em duas coisas?

. Quando meu corpo disse “CHEGA!”: Estresse, muitas noites mal dormidas, hábitos alimentares ruins, falta de disposição e ânimo…a lista pode ir longe. Onde eu gostaria de chegar com a minha carreira como Coach não seria possível apenas a noite, finais de semana e feriados. Então a dor de não viver isso todos os dias me consumiu. E meu corpo avisou que eu não daria conta com uma paralisia facial. Foi então que eu atendi ao meu próprio pedido e larguei a carreira em tecnologia para me dedicar aquilo que tocou meu coração desde o primeiro momento. Muitos me chamaram de doida, que iria me arrepender, que já tinha muita gente fazendo isso, que era modinha, que era melhor manter a segurança e estabilidade que tinha conquistado, que minha carreira não podia ser largada assim, como iria viver sem um emprego e mais um montão de coisa. Mas a DECISÃO foi tomada e não voltei atrás.

Passei por um processo de profunda introspecção e revisão sobre o que queria para o meu futuro:

. Mais que uma profissão e sim um trabalho que pudesse impactar a vida das pessoas positivamente

. Mais do que passear aos finais de semana, experiências de vida que me permitissem compartilhar minhas descobertas com as pessoas ao meu redor

. Mais que apenas um período ou dois de férias por ano, poder trabalhar em qualquer lugar do mundo e viver numa cultura diferente da minha

. Mais que sair para trabalhar todos os dias, algo que me trouxesse um sentido, uma razão por desempenhar minhas atividades profissionais

. Não apenas pagar boletos e manter meu compromissos em dia, mas ter liberdade financeira e mais tempo para aproveitar as coisas que realmente são importantes

. Parar com o looping e de me sentir péssima no domingo às 23h30, mas sentir que estava crescendo e evoluindo em minha jornada de vida

. Parar de me sentir sem energia e cansada da rotina e ter mais tempo para ficar com a minha família com saúde e disposição

. Mais do que tirar fotos, fazer memórias.

Você algum dia já pensou alguma dessas coisas também? A vida é curta, porque nos limitar a fazer o mesmo a vida toda?


COMO ESTÁ MINHA VIDA HOJE:

. Vivo aquilo que desenhei para o meu futuro

. Gasto menos tempo com redes sociais como antes, que as usava para distrair a mente dos problemas

. Minhas noites de sono estão adequadas e vejo isso refletindo em minha saúde

. Estou com mais disposição para os exercícios físicos e para prática da meditação

. Tenho mais foco nos estudos e pesquisas, e isso se reflete no conteúdo que compartilho com as pessoas

. Meu relacionamentos, melhoraram consideravelmente pois o sorriso em meu rosto se tornou genuíno

. Experencio mais momentos de gratidão e flow, pois faço realmente aquilo que amo e sou recompensada por isso

. Meu trabalho e minha vida financeira me proporcionam as melhores experiências que poderia imaginar

Eu tenho uma missão e um propósito muito gratificantes! A maneira como vivemos a receita para viver e ser feliz, pode até ter dado certo para meus antepassados (pais,avós…etc), mas o mundo está mudando e tem como dar a volta por cima e recomeçar do seu jeito! E quero compartilhar isso com você:

​“Minha missão é ajudar pessoas a se conectarem ao seu propósito vida através do autoconhecimento e reconexão com seus valores pessoais. Por meio do meu carisma e comunicação, quero acolhê-los com amor, dedicação e sabedoria, inspirando-os viver experiências de vida cada vez mais positivas e significativas.”

​É realizando esse projeto todos os dias, minutos e segundos que eu me sinto pertencente a um propósito maior e que transcende o que chamamos de trabalho.

Quero muito te agradecer por você ter chegado aqui e lido sobre a minha história de vida! Espero que ela te ajude a enxergar que é possível mudar. Não é fácil, mas é possível ser alcançada.

Seja incrível!

Nathalia Reis

Positive Coach, que acredita que somos seres únicos e a vida é muito curta pra apenas viver o mais do mesmo.